Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Levantamento vai aprimorar reposição de insumos na rede pública

Contagem em andamento e sob responsabilidade Iges-DF estima que estoque contenha mais de 1 milhão de itens hospitalares

Publicado

em

A Central de Armazenamento do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) tem mais de 1 milhão de itens hospitalares estocados atualmente. Essa é a estimativa do levantamento que está sendo feito nesta semana, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). Com as informações atualizadas, será possível aprimorar a reposição de medicamentos e equipamentos do Hospital de Base (HB), do Hospital de Santa Maria (HRSM) e das seis unidades de pronto atendimento (UPAs).

A contagem começou ontem (16) e está prevista para terminar nesta quinta-feira (17), com a participação de representantes de todas as unidades do instituto, sob orientação da Assessoria de Compliance e Governança, da Controladoria Interna do Iges-DF. “Os princípios de compliance são fundamentais para fazer este primeiro inventário da nova gestão do Iges-DF. Queremos que seja uma tarefa realizada com muita transparência e ética”, disse o responsável pela assessoria, Eduardo Corrêa.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  Centro de Práticas Sustentáveis retoma atividades presenciais

As informações levantadas são incluídas no sistema Soul MV, ferramenta de gestão que facilita o fluxo de dados entre setores e integra todos os processos hospitalares. “Quinze colaboradores foram treinados nesta semana para acessar o sistema, atualizar os bens e gerar relatórios de conferência”, informou o superintendente adjunto de Insumos e Logística do Iges-DF, Thiago Teixeira.

O inventário faz parte do balanço fiscal do instituto. “Fizemos o levantamento do estoque, vamos passar para a contabilidade e estaremos devidamente organizados para o novo ano”, disse Teixeira.

Para a farmacêutica Larissa Fonseca, uma das responsáveis pelo inventário, esta contabilidade efetiva de bens vai contribuir diretamente com as demandas de reposição de itens para as unidades de saúde. “A atualização, de forma totalmente sistematizada, nos ajuda a ficar em dia com o controle das validades dos medicamentos e a atender as necessidades dos pacientes”, comemorou Larissa.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  Começa processo para aprimorar assistência social

As informações são da Agência Brasília

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *