Siga o Jornal de Brasília

Saúde e Bem Estar

Nova carga de matéria-prima para Coronavac chega ao Brasil

O governo de São Paulo também espera outra carga de 5,6 mil litros de IFA já no dia 10 de fevereiro, o que deve possibilitar a fabricação de outras 8,7 milhões de doses da Coronavac

Publicado

em

Uma nova carga de insumos para produção da Coronavac, no Instituto Butantan, em São Paulo, chegou na noite desta quarta-feira (3), por volta das 23h47, ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Foram transportados da China para o Brasil 5,4 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo). Essa quantidade deve render mais de 8,6 milhões de vacinas contra a Covid-19, segundo o governo paulista.

Dimas Covas, diretor do Butantan, afirma que as vacinas produzidas com o IFA recebido, a primeira carga de insumos recebida no ano pelo instituto, devem começar a ser entregues para o Ministério da Saúde já em 25 de fevereiro.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O governo de São Paulo também espera outra carga de 5,6 mil litros de IFA já no dia 10 de fevereiro, o que deve possibilitar a fabricação de outras 8,7 milhões de doses da Coronavac.

Durante o mês de janeiro, o Butantan já enviou 8,7 milhões de vacinas para o Ministério da Saúde.
A Coronavac e vacina de Oxford/AstraZeneca, no Brasil sob responsabilidade da Fiocruz, são os imunizantes até o momento utilizados no país.

Com a entrega das duas cargas de IFA, o Butantan deve conseguir produzir até 600 mil doses da Coronavac por dia.

De modo geral, o instituto afirma que tem capacidade para produzir até 1 milhão de doses diariamente. Ainda estão sendo negociados outros 8 mil litros de matéria-prima.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta