Pesquisa revela preferências de homens e mulheres na busca por um novo amor

amor

Ainda falta mais de um mês para o Dia dos Namorados, mas os métodos para encontrar um novo amor já podem ser colocados em prática. Uma pesquisa do site de relacionamento ParPerfeito, com 1.200 usuários, mostrou que a maioria dos homens (42%) aposta em sites e aplicativos na busca de um parceiro ou parceira. Já 45% das mulheres preferem conhecer alguém em novas turmas de amigos.

Para as psicólogas Denise Miranda de Figueiredo e Marina Simas de Lima, não se pode generalizar, mas algumas das explicações para esse resultado estariam ligadas a um jeito extrovertido da mulher e um mais inseguro dos homens.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


— Cada um tem o seu perfil. Mas a mulher tem maior facilidade nos encontros pessoais por se comunicar mais. Os homens, de certa forma, na paquera, temem ser rejeitados. Com isso, procurar alguém na internet parece mais seguro para enfrentar a timidez — opinam as especialistas.

Para elas, a internet pode até aproximar, mas deixa as relações mais frias e impessoais. A dica seria frequentar lugares novos, como cursos e viagens. Além disso, cuidar da autoestima e estar aberto a conhecer pessoas diferentes, pela internet ou pessoalmente, é uma boa maneira de começar.

Escolhas para novas relações

Segundo Luciano Vilaça, psicoterapeuta e coach, uma dica básica é tentar repaginar e não repetir comportamentos na hora de se relacionar.

— Cuidado para não fazer as escolhas de sempre. Não reencene, não reedite as escolhas e os relacionamentos. Não permita que a nova relação já nasça velha. Se isso tem sido a temática em sua vida amorosa, busque ajuda profissional — aconselha ele.

Nesta difícil missão de encontrar um parceiro, é preciso entender ainda que uma relação madura não nasce pronta, mas é construída. E demanda sempre um trabalho interior.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

— Exige autoconhecimento, capacidade de olhar para si e para o outro. Todo relacionamento implicará sempre investimento, renúncia, autodoação, crescimento e muito aprendizado — afirma o psicoterapeuta.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

3 + oito =

PUBLICIDADE

Mais lidas

PUBLICIDADE

Send this to a friend