Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Renan Calheiros faz apelo a Neymar para que não dispute Copa América no Brasil

Publicado

em

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), fez, nesta terça-feira (1º), um apelo ao jogador Neymar, após a notícia de que a Copa América poderia ser sediada no Brasil. Calheiros pediu que Neymar e a Seleção Brasileira não aceitem disputar o torneio caso o país se confirme como sede.

“É inacreditável que o governo federal queira sediar a Copa América aqui no Brasil no exato momento em que a pandemia se agrava e enche como nunca os nossos cemitérios, as nossas UTIs, e a terceira onda começa a chegar. Seria transformar essa copa em campeonato da morte”, declarou Renan. “Já que nós não podemos fazer um apelo ao presidente da Republica, ao ministro da Saúde à CBF, que tem se transformado em negacionista e até irresponsável por querer patrocinar esse evento, eu quero nessas poucas palavras me dirigir à Seleção Brasileira, aos seus jogadores, ao seu treinador, ao Neymar”, prosseguiu.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“Neymar eu queria dirigir uma palavra a você: não concorde com a realização dessa Copa América no Brasil. Não é esse o campeonato que nós precisamos agora disputar. Nós precisamos disputar o campeonato da vacinação. É esse campeonato, Neymar, que nós precisamos disputar, ganhar, e você precisa marcar gols para que esse placar seja alterado. No campeonato da vacinação, o Brasil ocupa um dos últimos lugares. Enquanto que no campeonato da morte, nós somos campeões, o segundo país em número de mortes.”

“Não se permita entrar em campo nessa Copa América, Neymar, enquanto seus amigos, seus parentes, seus conhecidos, continuam a morrer e a vacina não chega ao nosso país”, finalizou Renan.

Antes da fala de Renan, os senadores Humberto Costa (PT-PE) e Otto Alencar (PSD-BA), bem como o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), também se posicionaram contra. Costa classificou como “ridículo” a Copa América em si.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“Já vi que o senador Randolfe apresentou requerimento de convocação do presidente da CBF [Rogério Caboclo] para que ele venha explicar por que é que o Brasil está decidindo assumir essa realização desse evento. Veja que há outros países na América Latina que estão em uma situação bem melhor do que a nossa. O Chile, por exemplo, já vacinou boa parte da sua população, mais de 79%, e não quis sediar. Por que nós, que estamos entrando agora, infelizmente, na terceira onda, vamos sediar um campeonato ridículo que não tem qualquer valor para a nossa tradição futebolística?”, indagou o senador.

Copa América no Brasil

Na segunda (31), a Conmebol anunciou que o presidente Jair Bolsonaro e a CBF aceitaram sediar a Copa América. O torneio seria disputado na Colômbia e na Argentina, mas ambos desistiram devido à alta de casos de covid-19 nos países — os colombianos também sofrem com crise política. O Brasil, no entanto, tem números mais altos de infecções e de mortes.

A notícia causou críticas nas redes sociais devido à iminente terceira onda de covid no Brasil. Até que, à noite, o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, declarou que o acerto não está formalizado.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade