Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

TCU libera servidoras para auxiliarem CPI da Covid

Publicado

em

O Tribunal de Contas da União (TCU) autorizou a liberação de duas servidoras para que elas auxiliem a CPI da Covid no Senado Federal. A decisão foi veiculada nesta segunda-feira (10).

O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), havia indicado na semana passada os nomes das servidoras Deane D’Abadia Morais e Sorhaya Sampaio de Araújo. “Diante das diversas matérias que esta CPI investigará e, das inúmeras solicitações de documentos e informações para análise, torna-se necessário o auxílio de auditores de contas para o melhor desenvolvimento dos trabalhos”, diz Omar na justificativa.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Nesta segunda (10), o TCU aprovou as indicações. A decisão foi assinada pela presidente do TCU, Ana Arraes.

Novos depoimentos

Nesta semana, a CPI da Covid terá sessões com novos depoimentos. Na semana passada, foram ao senado os ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, além do atual ministro, Marcelo Queiroga.

Agora, são esperados na casa o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, o ex-secretário de Comunicação do governo, Fabio Wajngarten, e um representante da farmacêutica Pfizer, que ofereceu vacinas contra a covid-19 para o Brasil, mas o governo federal recusou.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O primeiro depoimento será na terça (11), com Antônio Barra Torres. Ele deve ser o único ouvido no dia, já que, na semana passada, o próprio presidente da CPI afirmou que é inviável dois depoentes no mesmo dia.

Continue lendo
Publicidade