Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Saiba mais sobre Dr. Jairinho, vereador preso após morte de enteado

Redação BDF

Publicado

em

Preso nesta quinta-feira (8) no âmbito das investigações do menino Henry Medeiros, de 4 anos, o vereador Dr. Jairinho tem visto seu nome ficar em evidência após a morte do garoto, da qual ele é suspeito de estar envolvido. Saiba mais sobre o parlamentar.

Jairo Souza Santos Júnior, 44 anos, além de vereador, é médico. Nasceu e morou em Bangu-RJ por muito tempo. Ele, inclusive, estava na região quando foi preso nesta quinta (8), na casa de uma tia.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

É filiado ao partido Solidariedade. Ingressou de vez na política em 2004, aos 27 anos, quando foi o vereador mais votado de seu partido, com 24 mil votos. Atualmente, está no quinto mandato. Nas últimas eleições, Dr. Jairinho foi eleito com 16 mil votos.

Dr. Jairinho já foi ele foi presidente da Comissão de Educação, vice-presidente da Comissão de Saúde, presidente da Comissão Especial do Plano Diretor do Município e 1º Suplente da Mesa Diretora.

Caso de tortura

Jairo Júnior é filho do ex-deputado estadual Coronel Jairo, acusado de envolvimento no caso de tortura a uma equipe de reportagem do jornal O Dia em 2008 na Favela do Batan, na zona oeste do Rio. No texto “Minha Dor Não Sai no Jornal”, escrito para a revista “piauí” em 2011, o fotógrafo Nilton Claudino — um dos dois jornalistas agredidos por sete horas por milicianos — relata como duas figuras públicas estiveram presentes na sessão de tortura.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“A repórter reconheceu a voz de um vereador, filho de um deputado estadual. E ele a reconheceu. Recomeçou a porradaria. Esse político me batia muito. Perguntava o que eu tinha ido fazer na Zona Oeste. Questionava se eu não amava meus filhos.”

A Polícia Civil do Rio chegou a investigar o Coronel Jairo. Dr. Jairinho, no entanto, nunca foi investigado e seguiu sua vida política desde então.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *