Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Eduardo Bolsonaro será processado por chamar deputadas de “portadoras de vagina”

Redação BDF

Publicado

em

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) será processado por ter chamado as deputadas da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) de “portadoras de vagina”.

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que irá protocolar uma representação contra Eduardo e que parlamentares de todos os partidos vão endossar o documento. “Ele agrediu todas as parlamentares, inclusive as do partido dele”, afirma Joice. As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“Quando eu acho que é impossível se espantar com essa gente, eu me surpreendo. Porque eles são capazes de causar espanto em qualquer criatura que tenha o mínimo de decência”, diz Hasselmann.

As deputadas também vão acionar a Procuradoria-Geral da República (PGR) alegando que Eduardo extrapolou os limites da imunidade parlamentar e pode ser enquadrado em crime comum.

Leia também:  Ministério da Saúde distribui 1,12 milhão de vacinas da Pfizer a partir de hoje

Eduardo fez a ofensa pelo Twitter ao postar um vídeo da CCJ em que o deputado Éder Mauro (PSD-PA) discutia com a deputada petista Maria do Rosário (PT-RS). “”Parece, mas não é a gaiola das loucas, são só as pessoas portadoras de vagina na CCJ sendo levadas a loucuras”.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *