Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Bolsonaro diz que STF interfere em todos os poderes e sugere impeachment de ministros

Redação BDF

Publicado

em

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de ordenar que o Senado abra a CPI da Pandemia, o presidente Jair Bolsonaro se manifestou contra a corte. Para Bolsonaro, “há uma interferência do Supremo em todos os Poderes”.

“Não há dúvida”, declarou o presidente, em entrevista à CNN Brasil. Bolsonaro sugeriu ainda que o Senado aprecie pedidos de impeachment de ministros do Supremo.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“Agora, no Senado, tem pedido de impeachment de ministro do Supremo. Eu não estou entrando nesta briga, mas tem pedido. Será que a decisão não tem que ser a mesma também, para o Senado botar em pauta o pedido de impeachment de ministro do Supremo?”, indagou.

O presidente falou ainda em uma espécie de união dos três poderes. “Não está na hora de, em vez de ficar procurando responsáveis, unir Supremo, Legislativo, Executivo para a busca de soluções?”.

Leia também:  CPI da Covid não vai chamar Pazuello de general

Para Bolsonaro, a CPI da Pandemia vai mostrar que o governo federal fez “o possível” e que está “no caminho certo”. “O que que vai levar a abertura da possível CPI? As provas que estamos no caminho certo, que fizemos tudo o possível estão aí.”

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Barroso manda abrir CPI

Na noite desta quinta-feira (8), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, determinou que o Senado Federal instalasse uma CPI para investigar a conduta do governo durante a pandemia de Covid-19.

A decisão deverá ser cumprida pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. O requerimento de criação da CPI será lido em plenário. Pacheco criticou a abertura e insinuou que a medida pode servir de palanque político. “A CPI poderá, sim, ter um papel de antecipação de discussão político-eleitoral de 2022, de palanque político, que é absolutamente inapropriado para este momento da nação.”

Leia também:  Imagens mostram vítimas de Jacarezinho com fuzis nas mãos

Para os demais senadores, a fala de Pacheco evidencia a “resistência pessoal” do presidente do Senado sobre a abertura da CPI. “Não há qualquer justificativa plausível para a não instalação da CPI”, criticam.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *