Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Portal da Transparência caiu por excesso de acessos, conta governo

Avatar

Publicado

em

CGU

Portal da Transparência do governo federal saiu do ar na noite de terça (26), após vir à tona os gastos do Executivo com alimentação. A Controladoria-Geral da União (CGU) afirmou que a queda ocorreu devido a um “volume de acessos muito grande”.

“A Controladoria-Geral da União (CGU) esclarece que o portal da transparência do governo federal recebeu um volume de acessos muito grande, e fora do habitual, na tarde desta terça-feira, dia 26/1, o que gerou uma lentidão expressiva nas consultas feitas pelos usuários”, informou a CGU em nota divulgada nesta quarta (27). A página voltou ao ar às 8h30.

Para o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), o apagão “aumenta a suspeita” da existência de irregularidades. Alessandro quer que haja investigação sobre a queda. “Solicitei informações sobre esse “apagão” [no Portal da Transparência]. Isso só aumenta a suspeita de problemas sérios nestes gastos”, disse Vieira ao jornal O Estado de S. Paulo.

Leia também:  Governo mandou produzir cloroquina sem aval do Ministério, diz Mandetta

Alessandro já havia feito um pedido de investigação sobre os gastos. O governo de Jair Bolsonaro gastou mais de R$ 1,8 bilhão em 2020, sendo R$ 15 milhões com leite condensado. O parlamentar, juntamente com os deputados federais Tabata Amaral (PDT-SP) e Felipe Rigoni (PSB-ES), pediu que o Tribunal de Contas da União apure o caso.

“O pior é saber que este tipo de despesa teve um aumento de 20% em 2020, ano de pandemia e home office. O básico da gestão é fazer boas escolhas, dentro dos princípios de eficiência e moralidade”, ressaltou o parlamentar. “A sensação é de desperdício, de desrespeito com o interesse público.”

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *