Fux cita “laços familiares” para evitar guerra com Marco Aurélio

Os afagos verbais à linha foram importantes para acalmar ambos no julgamento de ontem da revogação da liminar

Os ministros Luiz Fux, presidente da Corte, e Marco Aurélio Mello, relator da liminar de habeas corpus de soltura do traficante André do Rap, conversaram por telefone há dias.

Por isso as trocas de farpas, com transmissão ao vivo pela TV, passaram longe do teor das brigas notórias como as de Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, de anos atrás. Os afagos verbais à linha foram importantes para acalmar ambos no julgamento de ontem da revogação da liminar.

Quando Fux percebeu que a fala do ministro indicava reaquecer críticas mútuas, lançou mão das expressões “amizade antiga” e “em nome das nossas ligações familiares”. Foi recado para lembrar a fraternidade que os une através das filhas desembargadoras.

Letícia Mello, filha de Marco Aurélio, foi nomeada pela então presidente Dilma Rousseff em março de 2014 para o TRF da 2ª Região (RJ e ES).

Já Marianna Fux foi nomeada pelo então governador do Rio de Janeiro, Luiz Pezão, em março de 2016, para o Tribunal de Justiça. Ambas muito jovens e bem apadrinhadas.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dois × dois =

Mais lidas

Send this to a friend