Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Presidente defende visita de Pompeo à fronteira entre Brasil e Venezuela

A vinda da autoridade americana na sexta-feira (18/09) havia sido alvo de críticas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na mesma data

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro usou a sua conta no Twitter, nesta manhã de domingo, para defender a visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, à fronteira do Brasil com a Venezuela e as ações do governo para lidar com a imigração de venezuelanos para o País. A vinda da autoridade americana na sexta-feira (18/09) havia sido alvo de críticas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na mesma data.

Durante a visita, Pompeo esteve em Boa Vista, capital de Roraima, reunido com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para discutir a imigração venezuelana e conhecer a Operação Acolhida, iniciativa implementada pelo governo brasileiro em 2018 para acolher imigrantes e refugiados venezuelanos ao Brasil.

“A visita do Secretário de Estado @SecPompeo à Operação Acolhida, em Boa Vista/RR, em companhia do @ItamaratyGovBr (Ministro @ernestofaraujo), representa o quanto nossos países estão alinhados na busca do bem comum”, afirmou Bolsonaro, no Twitter.

Por sua vez, Maia havia afirmado, por meio de nota, que a visita do secretário de Estado americano faltando apenas 46 dias para a eleição presidencial norte-americana “não condiz com a boa prática diplomática internacional e afronta as tradições de autonomia e altivez de nossas políticas externa e de defesa”.

Bolsonaro ainda destacou os resultados obtidos pelo governo com a Operação Acolhida. De acordo com o presidente, 41.146 venezuelanos foram acolhidos pelo Brasil, dos quais 1,3 mil em agosto deste ano, e tiveram a oportunidade de recomeçar as suas vidas em 608 municípios brasileiros. Sem especificar precisamente o período, também disse que o Ministério da Cidadania investiu, entre março e julho, R$ 80 milhões em ações sociais e assistenciais e inclusão econômica para os venezuelanos migrados ao País.

O presidente ainda parabenizou o presidente americano, Donald Trump, por sua “determinação de seguir trabalhando, junto com o Brasil e outros países, para restaurar a democracia na Venezuela”. O post no Twitter aparece com uma foto de Trump cumprimentando Bolsonaro durante a 14ª Cúpula do G20, realizada em Osaka, Japão, em junho do ano passado.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta