Supostos integrantes do MBL são presos por lavagem de dinheiro

Alessander Mônaco Ferreira e Carlos Augusto de Moraes Afonso são investigados por movimenetações de mais de R$ 400 milhões

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta sexta-feira (10), dois homens que, segundo a corporação, fazem parte do Movimento Brasil Livre (MBL). Alessander Monaco Ferreira e Carlos Augusto de Moraes Afonso são investigados por lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio.

O Ministério Público Estadual e a Receita Federal também participam das investigações. De acordo com o MP, a dupla movimentou mais de R$ 400 milhões em empresas.

Além das duas prisões, a Polícia Civil cumpre seis mandados de buscas e apreensão em São Paulo-SP e Bragança Paulista-SP. Um dos mandados ocorre na sede do MBL.

Dinheiro encontrado nas buscas. Foto: Reprodução/TV Globo

O Movimento Brasil Livre alega que Alessander e Carlos Augusto não fazem parte do grupo e “sequer fazem parte dos quadros do MBL”. “Ambos nunca foram membros do movimento”, afirma, em nota.

A operação foi batizada de Juno Moneta, em referência a um antigo templo romano onde eram cunhadas as moedas na antiguidade. O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) confirmou à Folha de S.Paulo a busca e apreensão na sede do grupo, mas também negou que os detidos sejam membros do MBL.

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

15 − doze =

Mais lidas

Send this to a friend