Justiça manda prender homem que ameaçou e tentou extorquir R$ 5 milhões de João Doria

O acusado tentou extorquir o governador por meio de mensagens de texto enviadas pelo Instagram e depois insistiu enviando áudios à primeira-dama, Bia Doria

O juiz Carlos José Zulian, da 1ª Vara Criminal de São Paulo, mandou prender preventivamente Hércules Cordeiro Torres, indiciado por ameaça e tentativa de extorsão contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Em decisão, o magistrado considera que há ‘indícios suficientes da autoria’ do crime e é ‘incabível qualquer outra medida cautelar alternativa’.

A Polícia Civil afirmou que Hércules tentou extorquir Doria por meio de mensagens de texto enviadas por uma conta no Instagram – @opdoriajr – e depois insistiu enviando áudios à primeira-dama, Bia Doria. As ameaças diziam que o assassinato do governador havia sido encomendado pro R$ 3 milhões e, para que não houvesse a execução, Doria deveria pagar R$ 5 milhões.

Hércules negou a intenção de cometer o crime. À polícia, disse que sua intenção era ‘assustar as vítimas’. Ele havia sido preso temporariamente em maio em Santa Cruz do Capibaribe (PE) por tentativa de extorsão contra o ex-governador Ricardo Coutinho. Naquele caso, o crime se baseava em ameaças de morte direcionadas ao filho do ex-governador, que seria executada caso a família não pagasse R$ 3 milhões.

Segundo a Polícia Civil de São Paulo, ‘ponto fulcral’ da investigação foi identificar que a namorada de Hércules utilizava o sinal de internet de sua vizinha, sendo que um dos pontos de acesso da conta de enviou as ameaças a Bia Doria foi justamente tal rede.

COM A PALAVRA, HÉRCULES

A reportagem busca contato com o indiciado. O espaço está aberto para manifestações.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

14 − treze =

Mais lidas

Send this to a friend