Evitando ataques a Poderes e jornalistas, Bolsonaro estabiliza aprovação

Números são iguais aos de 15 dias atrás. Desaprovação ainda é maior

O presidente Jair Bolsonaro conseguiu estabilizar sua taxa de aprovação entre a população brasileira. Segundo pesquisa DataPoder360, 40% das pessoas aprovam a gestão. A desaprovação também se estabilizou:  47% condenam o governo.

Considerando a margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, os números são iguais aos de 15 dias atrás. Há duas semanas, o DataPoder360 apontou que 41% da população aprovava o governo Bolsonaro, enquanto 49% desaprovava.

O levantamento mais recente foi feito entre segunda (6) e quarta-feira (8). O veículo não informa quantas pessoas foram ouvidas.

Postura amena

Nas últimas semanas, Bolsonaro tem evitado ataques, sobretudo ao Supremo Tribunal Federal (STF) e a jornalistas. O presidente, que costumava dar declarações ácidas na porta do Palácio da Alvorada, não fala de forma oficial no “cercadinho” do Palácio há um mês.

Recentemente, de acordo com a colunista Bela Megale, Bolsonaro chegou até a pedir que seu filho, o vereador licenciado Carlos Bolsonaro, baixe o tom nas redes sociais. Carlos, por sua vez, tem dito ao pai que a postura branda não agrada a militância virtual bolsonarista.

A cautela tem sido tomada após o STF deflagrar operações que atingiram aliados da família Bolsonaro. A mais impactante delas foi a que encontrou e prendeu o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz. Queiroz estava escondido há cerca de um ano em um imóvel do advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef.

Send this to a friend