Queiroz soube de investigação da PF mesmo com a operação em sigilo, diz jornal

Fabrício Queiroz
Ex-assessor de Flávio Bolsonaro soube do inquérito em agosto de 2019. No mesmo dia, Bolsonaro tentou trocar o comando da PF no Rio

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Fabrício Queiroz, teve acesso a informações sobre um inquérito da Polícia Federal (PF), mesmo com o processo correndo em sigilo. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com a Folha, a defesa de Queiroz soube da investigação em agosto de 2019. Queiroz não era alvo da operação. Tampouco Flávio. No entanto, ambos eram citados em planilha do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

No mesmo dia em que Queiroz soube da operação, o presidente Jair Bolsonaro tentou demitir o superintendente da PF no Rio e indicar outro nome, o que não aconteceu.

A informação se alinha com as declarações do suplente de Flávio no Senado, Paulo Marinho (PSDB-RJ). Marinho afirmou que a PF repassou informações sobre a operação a assessores do “filho 01” do presidente Jair Bolsonaro.

Send this to a friend