Em reunião, Bolsonaro afirma que ‘vai interferir’ olhando para Moro

“Esse serviço nosso é uma vergonha, que eu não sou informado e não dá para trabalhar assim, fica difícil. Por isso, eu vou interferir. Ponto final”, diz o presidente sobre as forças de inteligência do Brasil

Conforme o ex-ministro Sergio Moro afirmou em seu depoimento, o vídeo de reunião ministerial liberado nesta sexta-feira (22/05) pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, mostra o presidente Jair Bolsonaro reclamando das forças de inteligência do país e, olhando para o então ministro.

“Esse serviço nosso é uma vergonha, que eu não sou informado e não dá para trabalhar assim, fica difícil. Por isso, eu vou interferir. Ponto final”, diz o presidente.

Moro deixou o Ministério da Justiça no dia 24 de abril acusando Bolsonaro de tentar interferir politicamente na Polícia Federal.

Em seu depoimento, Moro afirmou que o presidente queria indicar alguém de “sua confiança” na diretoria-geral e para superintendências estaduais da Polícia federal, além de “relatórios de inteligência” da corporação.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

onze − 10 =

Send this to a friend