Caiado rompe com Bolsonaro e Doria se diz decepcionado

Segundo Caiado, o pronunciamento de Bolsonaro foi irresponsável e desrespeitoso” e o rompimento com o presidente “é total”

Durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (25), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse ter cortado laços com o presidente Jair Bolsonaro e afirmou que só se comunicará com ele, a partir de agora, por meio de comunicados oficiais. 

“Fui aliado de primeira hora, durante todo o tempo. Mas não posso admitir que venha agora um presidente lavar as mãos e responsabilizar outras pessoas por um eventual colapso. Não faz parte da postura de governante”, disse o governador. 

Segundo Caiado, o pronunciamento de Bolsonaro foi irresponsável e desrespeitoso” e o rompimento com o presidente “é total”. “É um rompimento total, definitivo. Acabou. Não pode governar de acordo com humor dele, senta e desautoriza todo mundo”, disse.

“Dizer que isso é um resfriadinho, uma gripezinha? Ninguém definiu melhor que Obama: na política e na vida, a ignorância não é uma virtude.”

Além de Caiado, o governador de São Paulo, João Doria, também está descontente com o posicionamento de Bolsonaro. “Decepcionante a postura do Presidente na reunião que tivemos há pouco com Governadores do Sudeste para tratar sobre o combate ao coronavírus”, lamentou o governador. 

“Presidente, no nosso Estado temos 40 mortos por COVID-19 dos 46 em todo o Brasil. São pessoas que tinham RG, CPF, e familiares que continuarão sentindo sua falta. Não são mortos de mentirinha, presidente. E essa não é apenas uma “gripezinha””, finalizou Doria.

Send this to a friend