Eduardo Bolsonaro culpa Cid por ser alvejado em motim da Polícia Militar

Na tarde desta quarta-feira (19), o senador licenciado foi atingido por um tiro ao tentar interferir no protesto com uma escavadeira. O caso aconteceu em Sobral (CE), a 230 km de Fortaleza

Líder do PSL na Câmara, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, criticou a atitude do senador Cid Gomes (PDT-CE), baleado em confronto com Policiais que protestavam em Sobral, no Ceará.

Na tarde desta quarta-feira (19), o senador licenciado foi atingido por um tiro ao tentar interferir no protesto com uma escavadeira. O caso aconteceu em Sobral (CE), a 230 km de Fortaleza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O Ministério da Justiça informou que enviará nesta quinta-feira (20) a Força Nacional de Segurança para garantir a lei e a ordem no estado do Ceará.

“É inacreditável que um senador da República lance mão de uma atitude insensata como essa, expondo militares e familiares a um risco desnecessário em um momento já delicado”, escreveu Eduardo, filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Send this to a friend