“Ideal para governo nazista-homofóbico-miliciano”, diz José Abreu sobre Regina Duarte

Desde a divulgação de que Regina havia sido convidada para o cargo por Bolsonaro, ele fez uma série de postagens sobre o assunto

Nesta segunda-feira (20) o ator José Abreu ironizou a possibilidade da atriz Regina Duarte aceitar o cargo para ser secretária especial de Cultura do governo Jair Bolsonaro. 

Desde a divulgação do convite o ator fez uma série de postagens sobre o assunto. E as críticas se estenderam à deputada estadual por São Paulo, Janaína Paschoal (PSL) e à ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

Segundo o ator se ela aceitar chegará “ao fim sua carreira artística por um cargo de merda, sem poder algum”.  Regina ainda pode, contudo, ser ministra: o governo estaria estudando recriar o Ministério da Cultura, caso ela aceite o convite — hoje, a pasta está subordinada ao Ministério do Turismo, apenas como secretaria.

Bolsonaro está no Rio de Janeiro (RJ) nesta segunda-feira e uma das agendas previstas é justamente um encontro com Regina para tratar do assunto.

Send this to a friend