Contra “ideologia de gênero”, Bolsonaro afirma que pai quer “filho homem” e “filha mulher”

Ministro da Educação estava ao lado do presidente durante a declaração e concordou com a fala. Disse ainda que a escola não tem o papel de educar crianças

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não quer ver o Ministério da Educação (MEC) discutir “ideologia de gênero”, termo inventado por membros da direita, não reconhecido academicamente. O ministro Abraham Weintraub estava ao lado de Bolsonaro durante a declaração, em live gravada na manhã desta terça-feira (7).

“Eu não vi discussão sobre ideologia de gênero. Isso, no meu entender, não é mais para ser discutido lá. O pai quer que o filho seja homem, que a filha seja mulher. Coisa óbvia, né? Que respeite a cultura dos pais”, afirmou o presidente. 

Weintraub concordou com Bolsonaro e afirmou que a escola não educa as crianças. “A escola ensina. A gente ensina a ler, a escrever. Ensina o ofício. A gente espera que a família eduque as crianças”, declarou.

Send this to a friend