Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Caos no Enem: estudantes podem ter sido gravemente prejudicados por erro em correção

Provas do Enem são divididas em cadernos de cores diferentes, e ocorreu de corrigirem cadernos de uma cor como se fossem de outra cor. Estudantes têm até 10h desta segunda (20) para enviar e-mail pedindo recorreção

Publicado

em

A edição de 2020 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ainda promete ser assunto pelos próximos dias. Após o ministro da Educação, Abraham Weintraub, assumir, no sábado (18), que houve inconsistências na correção das provas realizadas nos dias 3 e 10 de novembro de 2019, estudantes demonstram revolta com as notas divulgadas e angústia quanto ao futuro.

Apesar de Weintraub afirmar que “nenhum candidato será prejudicado” e que o número de pessoas que tiveram notas equivocadas é “muito baixo”, vários estudantes utilizaram as redes sociais para reclamar do erro na correção.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Recorreção

O estudante que desejar ter a prova recorrigida pode enviar e-mail para o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) até às 10h desta segunda-feira (20). O candidato deve informar o nome completo e o CPF. O Inep promete concluir as correções até às 20h desta segunda (20).

O desempenho no Enem é critério para concorrer no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece 237 mil vagas em universidades federais no país. Apesar de o Inep ter solicitado que os estudantes reenviem as provas para recorreção nesta segunda (20), o período de inscrições foi mantido e vai de terça-feira (21) a sexta-feira (24).

 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta