PF indicia Bivar e mais três por esquema de candidaturas de laranjas

Os quatro foram indiciados por suspeita de apropriação indébita de recurso eleitoral, falsidade ideológica eleitoral e associação criminosa

Nesta sexta-feira (29) a Polícia Federal (PF) indiciou o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, e mais três mulheres de Pernambuco por suspeita de participação em esquema de candidaturas de laranjas com o objetivo de desviar dinheiro público da legenda. 

Os quatro foram indiciados por suspeita de apropriação indébita de recurso eleitoral, falsidade ideológica eleitoral e associação criminosa. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Maria de Lourdes Paixão, 68, foi secretária de Bivar há aproximadamente 30 anos e concorreu a deputada federal, mas só conseguiu 274 votos. Ela foi a maior beneficiada com a verba do partido, superando o Jair Bolsonaro e Joice Hasselmann. Maria de Lourdes recebeu R$ 400 mil em dinheiro público eleitoral e declarou o gasto de R$ 380 mil em uma gráfica de fachada. 

As contas de Maria de Lourdes foram reprovadas, por unanimidade, pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco e ficou determinado que ela devolva o valor de R$ 380 mil. 

Tags
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend