Parlamentares confirmam saída de Bolsonaro da legenda

Flávio deverá sair do partido de imediato. O deputado Daniel Silveira afirmou que os parlamentares devem ficar no PSL até que a nova legenda seja criada

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, no fim da tarde desta terça-feira (12), a saída do PSL. Ele afirmou, ainda, que vai trabalhar para criar um novo partido, o Aliança pelo Brasil. Segundo a deputada Bia Kicis, a ideia é que ele presida o novo partido, que terá primeira convenção feita em 21 de novembro. 

Flávio Bolsonaro também deverá sair do partido de imediato, segundo Bia. O deputado Daniel Silveira afirmou que os parlamentares deverão permanecer no PSL até que a nova legenda seja criada. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Os advogados do presidente pretendem entregar, até março de 2020, aproximadamente 500 mil assinaturas exigidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a criação do partido. A ideia é que ele seja viabilizado a tempo de lançar candidatos às eleições de 2020. 

Daniel Silveira afirmou, também, que o TSE inda não confirmou se é possível coletar as assinaturas por meio de aplicativo para dispositivos móveis e anunciou, ainda, que 30 parlamentares devem acompanhar Bolsonaro. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend