Marco Aurélio defende que MPF recorra ao plenário do STF julgar censura

Ministro fez a afirmação em conversa com a jornalista Andréia Sadi

O ministro Marco Aurélio Mello defendeu nesta quinta-feira (18), em conversa com a jornalista Andréia Sadi, que o Ministério Público Federal recorra ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que o caso envolvendo a censura imposta pelo ministro Alexandre de Moraes a sites de notícias, como “O Antagonista”, vá ao plenário.

“Creio que as matérias chegarão ao que entendo como Supremo, o plenário. Então, teremos crivo definitivo. O MP deve provocá-lo”, afirmou o ministro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Marco Aurélio também avaliou que a condução do caso pelos colegas Alexandre de Moraes e Dias Toffoli está errada. “Precisam tirar o pé do acelerador. O excesso de autoestima é prejudicial”.

Na avaliação de um procurador, depois de o pedido indeferido, o caminho natural é recorrer. “Se não fizer isso, vai parecer que agiu de afogadilho, sem estratégia, e que se arrependeu do que fez”, disse ele.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

5 × 3 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend