Ex-jogador de futebol é acusado de matar irmã a facadas por herança

O ex-jogador de futebol Luis Antônio de Medeiros Senna, de 45 anos, é acusado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro de ter assassinado sua irmã, Samura Sento Sé Braz, de 34 anos, a facadas e a esquartejado para ficar com a herança deixada pela mãe de ambos

Segundo o jornal Extra, a delegada responsável pelo caso disse que Luis Antônio, que jogou nos anos 1990 em times como Bangu e Portuguesa, fez um empréstimo de R$11 mil para fugir do Rio e é considerado foragido.

Samura estava desaparecida desde o dia 13 de abril e seu corpo foi encontrado nos dias 16 e 17, na Praia do Rosa. Segundo a necrópsia, a designer gráfica foi atingida por 30 facadas. De acordo com a investigação, a mulher tentou se defender usando uma faca, mas não conseguiu deter o irmão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Segundo o Extra, uma amiga de Samura disse aos policiais que os irmãos brigavam com frequência e que “as brigas se davam por divergência acerca da herança deixada pela genitora de ambos através de um testamento”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend