Eleições 2018: a partida da estrela do vôlei que pode tirar Cristovam do jogo da política

A estrela do vôlei que apresentou o Brasil para o mundo nas quadras em olimpíadas e campeonatos mundiais, não usou a habilidade grandes cortadas com o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

Leila do Vôlei se rendeu a imposição de Rollemberg na disputa por uma das vagas para o Senado Federal em 2018.  A estrela campeã traçou sua trajetória a começar pela disputa na Câmara Legislativa, andando passo a passo na política, buscando o amadurecimento e resultado positivo no primeiro pódio em sua trajetória eleitoral.

O convencimento de Leila do Vôlei para o Senado aconteceu logo após a desistência de Alberto Fraga (DEM-DF), que assumiu a cabeça de chapa na disputa pelo Palácio do Buriti. De braços dados com Rodrigo Rollemberg a neopessebista não expõe o padrinho por onde anda, evitando o desgaste e rejeição do governador que alcançou a nota máxima de seus antecessores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Rollemberg pediu para a candidata Leila do Vôlei que participasse usando sua imagem em seu programa eleitoral gratuito. A gigante ficou pequena diante do pedido e se esquivou, deixando para o final a sua participação, temendo que viesse à tona em seu eleitorado a cumplicidade e a omissão das mazelas praticadas por Rollemberg na sua gestão.

Leila do Vôlei participou ativamente do desastroso governo de Rollemberg e não quer mostrar o vínculo, temendo ser impregnada pela rejeição recorde do padrinho. A moçoila do alto de sua grande estatura beija a mão de seu mentor político e chefe, porém, não em público.

A experiência política e administrativa de Leila Gomes de Barros, beira a nada, mas, em seu discurso inflamado a ex-campeã espera armar jogadas com os ensinamentos estratégicos do ex-senador, hoje governador e chefe, Rodrigo Rollemberg.

No gabinete palaciano, longe das câmeras a dupla Rodrigo e Leila se sentem a vontade para confabular e comemorar a derrocada do mestre e senador Cristovam Buarque. A decadência política de Cristovam Buarque alimenta a vingança de Rollemberg que o considera um traidor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

A vingança do governador está em pinçar do seu plantel político uma inexperiente para derrotar o veterano Buarque, dono de uma ardilosa trajetória política.

Rollemberg aposta todas as fichas e investe na estrela do vôlei sem mostrar o vínculo, porque sabe que a transferência do trágico espólio no comando do Buriti pode transformar em cinzas e ferir de morte a candidatura de sua pupila.

Por Josiel Ferreira
Tudo OK Notícias

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

três − um =

BDF na Rede

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend