Soldado da PM pede afastamento após divulgação de vídeo em que beija um homem

Leandro Prior entrou com o pedido após receber uma enxurrada de comentários negativos e ameaças em suas redes sociais. As informações são do G1.

Um soldado da Polícia Militar pediu afastamento médico na última sexta-feira (29), após a divulgação de um vídeo em que aparece fardado e beijando um homem dentro de um vagão da Linha 3–Vermelha do Metrô de São Paulo.

O policial, que está na corporação há quatro anos, teme que a divulgação do vídeo (que acabou viralizando na internet) atrapalhe sua carreira na Polícia Militar. O advogado do soldado, José Beraldo, disse ao G1 que será registrado um boletim de ocorrência sobre o caso nesta semana. Segundo ele, “foi um beijo entre amigos, um selinho, nada lascivo”. “Ele está sendo perseguido, ele é vítima de crime de ódio. É um policial do bem, uma pessoa do bem. Vamos fazer de tudo para que ele permaneça na polícia.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Em nota, a Polícia Militar informou que “as ameaças feitas ao PM pelas redes sociais, com conotação homofóbica, estão sendo apuradas”. A corporação também afirmou ter colocado à disposição do policial militar medidas protetivas do Programa PM Vítima, da Corregedoria.

A corporação disse ainda que “a conduta do PM fardado no Metrô captada em vídeo será apurada única e exclusivamente sob o aspecto administrativo”.

O advogado afirmou ainda que Prior deve retornar ao trabalho no dia 11. “Ele está internado em uma clínica de repouso para tratamento psiquiátrico. Está se recuperando das agressões que sofreu, que foram graves. Logo ele retornará ao trabalho.”

Send this to a friend