Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Greve: agora é a vez deles; motoboys, taxistas e vans

Publicado

em

Eles podem parar após vitória de caminhoneiros

Motociclistas têm planos para uma paralisação na próxima terça (29)

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Categorias de trabalhadores ligados ao transporte autônomo acompanham a greve dos caminhoneiros e pretendem usar a mesma tática para pressionar o governo a baixar o preço dos combustíveis. Depois da queda da alíquota da Cide, os caminhões continuaram parados. A Petrobras então decidiu anunciar uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por um período de 15 dias.

Os motociclistas têm planos para uma paralisação na próxima terça (29), afirma Gilberto Almeida dos Santos, presidente do Sindimoto-SP. A entidade já debatia a ideia de se mobilizar no fim do ano, mas agora resolveu antecipar o ato, segundo o sindicalista.

“Os caminhoneiros puxaram o bonde e trouxeram o problema à tona. Como categoria afetada, vamos colocar o nosso bloco na rua.” A estratégia deles não será a de travar acessos, mas devem trafegar em vias importantes de São Paulo em grupo, a uma velocidade reduzida.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Os taxistas têm planos para aderir à convocação dos motoboys, segundo Natalício Bezerra Silva, do sindicato dos taxistas autônomos. “Nós nos espelhamos em outras categorias, e devemos nos juntar aos caminhoneiros e, agora, aos motoboys.”  O governo tem gerência na Petrobras e, se quiser, “entra na parada”, afirma o dirigente.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *