Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Temer empossa novos ministros da Justiça e Relações Exteriores

Brasília de Fato

Publicado

em

Ministros

Senador do PSDB-SP assume Ministério das Relações Exteriores no lugar de José Serra, e deputado do PMDB-PR, o Ministério da Justiça, na vaga deixada por Alexandre de Moraes.

O Presidente Michel Temer deu posse nesta terça-feira (7) no Palácio do Planalto aos novos ministros das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), e da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB-PR).

Aloysio Nunes assume o Itamaraty no lugar do também senador do PSDB José Serra, que estava no cargo desde maio do ano passado e pediu demissão há duas semanas. Aloysio ocupava o cargo de líder do governo no Senado, e a função passará a ser exercida por Romero Jucá (PMDB-RR).

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

No caso do Ministério da Justiça, Osmar Serraglio passa a comandar a pasta no lugar de Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente Michel Temer – e aprovado pelo Senado – para a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF).

‘Integração’ entre Planalto e Congresso

No discurso de posse dos ministros, Temer voltou a destacar a “integração extraordinária” entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional. O presidente se disse “repetitivo” e reafirmou não ter “problema nenhum” quando dizem a ele que o atual governo é semelhante ao “semiparlamentarismo”.

Atualmente, dos 28 ministros, mais de uma dezena são parlamentares, entre os quais os deputados Mendonça Filho (Educação), Osmar Terra (Desenvolvimento Social), Bruno Araújo (Cidades) e Raul Jungmann (Defesa), além do senador Blairo Maggi (Agricultura).

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“No governo democrático, especialmente quando se quer modificar a cultura política, você tem que saber que quem governa é o Executivo ao lado do Legislativo, e com o Judiciário solucionando eventuais pendências que possam ocorrer. Fazemos isso com convicção”, acrescentou o presidente.

Desafios dos novos ministros

Temer aproveitou o discurso para elogiar os novos ministros e destar os desafios que Osmar Serraglio e Aloysio Nunes terão à frente das duas pastas.

No caso de Serraglio, por exemplo, o presidente citou o Plano Nacional de Segurança, lançado no início deste ano pelo governo diante da crise no sistema carcerário, com rebeliões e massacres em diversos estados. O plano é uma das responsabilidades do Ministério da Justiça, assim como a Força Nacional de Segurança, a Polícia Federal e o Departamento Penitenciário Nacional.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Já a Aloysio Nunes, o presidente destacou que o novo ministro, além de conhecer o Brasil, “conhece o mundo”. Ex-presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, o novo chanceler terá como atribuição, disse Temer, “fazer a universalização das nossas relações internacionais”.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *