Governo e PM do ES chegam a acordo para acabar com a greve no estado

Espírito Santo

 O governo do Espírito Santo chegou a um acordo com as entidades que representam os policiais miltares do estado. Se voltarem ao trabalho amanhã, às 7h, não haverá punições disciplinares. O governo não se comprometeu com reajustes, mas vai analisar o cronograma de promoções.

“Conversamos com os nossos soldados e pedimos bom senso e que retomem as atividades. São mais de 100 mortes”, disse o secretário estadual de Direitos Humanos, Júlio Cesar Pompeu. O secretário afirmou que não negociou com as esposas dos policiais que bloqueiam os acesos aos batalhões desde a última sexta-feira (3).

Segundo ele, a responsabilidade pela segurança é dos policiais e não das esposas. “Peço que eles conversem com as esposas e retornem ao trabalho.”

Pelo acordo, segundo o secretário, os militares não sofrerão sanções administrativas, mas o indiciamento de 703 policiais pelo crime de revolta será julgado pela Justiça.

Veja abaixo a ata da reunião.

acordo_es
Send this to a friend