Siga o Jornal de Brasília

Política e Brasil

Justiça manda prender mulher de Sérgio Cabral

Publicado

em

cabral

O juiz da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo Bretas, mandou prender nesta terça-feira, 6, Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral Filho (PMDB). O magistrado atendeu a pedido do Ministério Público Federal, na denúncia oferecida pelos procuradores contra os réus na Operação Calicute. Cabral e outros nove acusados já estão presos em Bangu 8.

Denúncia

Procuradoria da República denunciou o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) por quadrilha corrupção e lavagem de dinheiro. O juiz federal Marcelo Bretas recebeu a denúncia.

São acusados, além do ex-governador, 13 aliados seus, inclusive sua mulher Adriana Ancelmo – cuja prisão foi decretada pelo magistrado – e ex-secretários de Estado, que em seus dois mandatos ocuparam cadeiras estratégicas que teriam sido usadas para movimentar o esquema de arrecadação ilícita de recursos de grandes obras do Estado contratadas junto a empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Sérgio Cabral foi preso em 17 de novembro na Operação Calicute, desdobramento da Lava Jato que desvendou esquema milionário de propinas atribuído ao peemedebista. Ele teria chefiado um grupo que girou R$ 224 milhões em corrupção.

A Procuradoria da República constatou que a organização supostamente chefiada por Sérgio Cabral era dividida em quatro núcleos – econômico, administrativo, financeiro operacional e político.

O núcleo político, afirmam os quatro procuradores que subscrevem a denúncia, era formado pelo ‘líder da organização criminosa, o ex-governador Sérgio Cabral’.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta