Após discussão com Padilha, ministro diz que quem demite é Temer

Ministros se desentenderam e titular da Casa Civil teria demitido o da AGU.
Palácio do Planalto ainda não confirma se demissão é oficial.

Após uma dura discussão nesta quinta-feira (8), o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, teria demitido o ministro da Advocacia-Geral da União, Fábio Osório Medina. Medina, no entanto, não reconhece a demissão. Para ele, é o presidente Michel Temer quem deve decidir sobre a saída de um ministro. O Palácio do Planalto ainda não se manifestou sobre se a demissão é oficial.

Padilha indicou Medina para a pasta, mas estaria insatisfeito com uma sucessão de ações consideradas erráticas pelo Planalto por parte do ministro no comando da AGU.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Nesta quinta, Medina conversou com a GloboNews por telefone. Ele disse que “não é Padilha quem demite” e que aguardava uma conversa com o presidente Temer.

“Se eu sair amanhã do governo, sairei sem ter falado com Temer. O mínimo que se espera é uma conversa com o presidente. Que governo é esse que ministro demite ministro? Eu não pedi demissão”, afirmou o titular da AGU.

No Planalto, assessores dão como certa a saída de Medina. Ministros já buscam, inclusive, um sucessor. A mais cotada é Grace Mendonça, da própria AGU, mas Temer ainda não teria batido martelo sobre um eventual novo ministro.

Perfil
Medina assumiu a AGU assim que Temer passou a exercer a presidência, em maio, com o afastamento de Dilma Rousseff. Advogado e professor, ele é ex-promotor de Justiça do Rio Grande do Sul e especializado em leis sobre combate à corrupção.

Antes de ser ministro, ele foi um dos convidados pela oposição para falar na Comissão Especial de impeachment no Senado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

nove + 3 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE