EUA anunciam mais US$ 3 milhões para Brasil mitigar impacto do coronavírus

Segundo a embaixada americana em Brasília, os recursos serão usados para a melhoria da detecção e do rastreamento de casos

Os Estados Unidos vão destinar cerca de US$ 3 milhões (R$ 17 milhões) para o Brasil usar no combate ao novo coronavírus. Os recursos virão por meio dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), entidade que vai trabalhar em colaboração com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde.

Segundo a embaixada americana em Brasília, os recursos serão usados para a melhoria da detecção e do rastreamento de casos, na identificação de áreas de transmissão, no controle de surtos e no fornecimento de dados para uma reabertura segura no Brasil. Essa assistência soma-se aos US$ 950 mil anunciados em 1º de maio para apoio socioeconômico a populações vulneráveis.

Os recursos do CDC fortalecerão ainda as operações emergenciais do Brasil, apoiando 79 centros de operação de emergência. A ideia também é melhorar a saúde comunitária e apoiar centros de emergência em 13 municípios fronteiriços.

“Essa iniciativa ajudará diretamente a FioCruz e ao Ministério de Saúde nos seus esforços para mitigar o impacto da covid-19. Vamos continuar trabalhando juntos com Brasil para combater este pandemia”, afirmou, em nota, o embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman.

Send this to a friend