Coronavírus: Estudo holandês alerta sobre duração de 6 meses de imunidade

A pesquisa avaliou que caso esta nova versão do vírus tenha comportamento semelhante às outras variantes, causadoras de resfriados comuns, a duração da imunidade é alarmantemente curta

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Amsterdã, na Holanda, apontam que a imunidade do organismo humano ao novo coronavírus pode durar apenas seis meses.

A pesquisa avaliou que caso esta nova versão do vírus tenha comportamento semelhante às outras variantes, causadoras de resfriados comuns, a duração da imunidade é alarmantemente curta.

Foram analisados os registros médicos de 10 homens, nos últimos 35 anos, para determinar os níveis de anticorpos nos organismos deles para qualquer um dos outros quatro tipos de coronavírus sazonais humanos identificados até o momento. Os participantes, com idades entre 27 e 40 anos, foram testados em intervalos de três a seis meses.

Os resultados da pesquisa ainda mostraram reinfecções frequentes 12 meses após a doença inicial e uma redução importante nos níveis de anticorpos seis meses depois da primeira infecção.

As quatro linhagens de coronavírus humanos têm pouco em comum, mas todas parecem induzir uma imunidade de curta duração, com uma rápida diminuição do número de anticorpos.

Conforme dizem os pesquidores, tal característica seja comum a todas as variantes: “Se o Sars-CoV-2 se comportar como um coronavírus sazonal no futuro, um padrão semelhante pode ser esperado”, concluíram.

É importante ressaltar que o estudo possui algumas limitações, sendo necessárias novas pesquisas, mais aprofundadas, para confirmar as descobertas a respeito do causador da covid-19.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

2 × cinco =

Send this to a friend