Engenheiro cria gel que previne incêndios florestais

“O que fazemos agora é monitorar as áreas propensas a incêndios florestais, esperar que os incêndios comecem e depois correr para apagá-los”, explicou

Um engenheiro americano, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, desenvolveu um gel que adere à vegetação e a mantém segura de incêndios por meses.

A ideia é que o spray seja usado para diminuir o volume de incêndio em florestas, que  vem acontecendo com cada vez mais frequência em todo o mundo. “Isso tem o potencial de tornar a luta contra os incêndios florestais muito mais proativa do que reativa”, disse o cientista e engenheiro de materiais Eric Appel, na pesquisa publicada na Science Daily.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


“O que fazemos agora é monitorar as áreas propensas a incêndios florestais, esperar que os incêndios comecem e depois correr para apagá-los”, explicou o engenheiro. 

De acordo com o Só Notícia Boa, atualmente os bombeiros usam apenas  retardadores para combater o incêndio, como o polifosfato de amônio sal inorgânico, ou APP, que cria água quando queimado. Essas soluções funcionam apenas no curto prazo, porque perdem a eficácia quando a água retida evapora. E na maioria dos incêndios florestais, isso pode acontecer em menos de uma hora.

O novo gel é um veículo adesivo e resistente ao fogo para esses retardadores químicos. A substância tem como base celulose, e se adere à vegetação independente do clima, além de não ser tóxico e poder ser pulverizado no meio ambiente por equipamentos agrícolas ou aeronaves. 

Até agora, o Departamento de Silvicultura e Proteção contra Incêndios da Califórnia (CalFire) fez testes em grama e ficou comprovado que o spray fornece proteção completa contra incêndio, mesmo após fortes chuvas.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

11 + 3 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend