Ursos polares famintos invadem arquipélago na Rússia

Centenas de ursos polares famintos cercaram um vilarejo na Rússia

O arquipélago de Novaya Zemlya, na Rússia, com uma população de cerca de 3 mil pessoas, está em estado de emergência após centenas de ursos polares famintos cercaram o pequeno vilarejo.

Autoridades disseram que houve casos de ursos atacando pessoas e entrando em edifícios residenciais e comerciais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Os ursos polares são afetados pela mudança climática, portanto, são cada vez mais forçados a saírem das áreas selvagens para procurarem comida.

“Nunca houve uma invasão em massa de ursos polares”, disse Zhigansha Musin, chefe da administração local ao The Siberian Times. “Eles literalmente perseguem pessoas”.

O principal bairro do arquipélago, Belushya Guba, relatou um total de 52 ursos em suas proximidades, com entre seis e 10 constantemente em seu território.

 

O chefe da administração local disse que mais de cinco ursos estão no território da guarnição militar local, onde as forças aéreas e aéreas estão baseadas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Fotos e vídeos filmados durante o fim de semana mostraram os animais andando por espaços desabitados, aparecendo em playgrounds, olhando para cachorros e mexendo no lixo.

A Rússia classifica os ursos polares como ameaçados de extinção e caçar os animais é proibido. A agência federal do meio ambiente se recusou a emitir licenças para atirar neles.

Em 2016, cinco cientistas russos foram sitiados por ursos polares por várias semanas em uma estação meteorológica remota na ilha de Troynoy, a leste de Novaya Zemlya.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

onze + 14 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE