May pede mais tempo ao Parlamento para renegociar Brexit

ROMA– A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, pediu nesta terça-feira (12) mais tempo ao Parlamento para negociar um novo acordo para o Brexit com a União Europeia, embora o bloco insista que não mudará os termos do tratado

May, no entanto, prometeu que se um pacto não for fechado até 26 de fevereiro, o governo fará uma declaração à Câmara dos Comuns no mesmo dia. Segundo ela, as tratativas estão em uma fase “crucial”, e seu governo não pretende deixar a UE sem acordo.

A primeira-ministra disse que pediu a Bruxelas mais garantias sobre medidas para afastar a perspectiva de ativação do “backstop”, mecanismo que impede o restabelecimento de uma fronteira rígida entre Irlanda do Norte, território britânico, e República da Irlanda, Estado-membro da UE, caso o Reino Unido e o bloco não consigam fechar um acordo comercial e aduaneiro durante o período de transição do Brexit.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O líder da oposição trabalhista, Jeremy Corbyn, acusou May de pedir um novo adiamento para “chantagear” o Parlamento, com o objetivo de chegar no ponto em que os deputados não tenham alternativa que não seja aprovar o acordo existente para evitar um Brexit abrupto.

O “divórcio” está marcado para ocorrer em 29 de março de 2019, com um período de transição até 31 de dezembro de 2020, caso os parlamentos do Reino Unido e da UE consigam aprovar um acordo a tempo.

(ANSA)

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

um × 5 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE