Siga o Jornal de Brasília

Internacional

Rebeldes deixam região síria em função do ataque químico

Publicado

em

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O grupo rebelde Yaish al Islam, que controlava a cidade síria de Duma, em Ghuta Oriental, afirmou que não lhes restou outra opção a aceitar a evacuação depois do suposto ataque químico atribuído ao regime de Damasco.

“Evidentemente, foi o ataque químico que nos levou a aceitar partir”, declarou à AFP Yasser Delwan, chefe do birô político do grupo, cujos combatentes continuam abandonando Duma para zonas rebeldes no norte do país.

O regime sírio anunciou no domingo um acordo de evacuação que teria sido aceito pelo último grupo rebelde ainda presente em Ghuta.

Este anúncio aconteceu no dia seguinte a um suposto ataque químico, denunciado no sábado pelo grupo rebelde, e também por capacetes brancos, que falaram de dezenas de mortes.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Milhares de pessoas, combatentes acompanhados por suas famílias, e também civis, já deixaram Duma.

O líder do Yaich al Islam Issam Bouwaydani foi um dos evacuados. “Todos os líderes não partiram. As partidas continuam”, disse Delwan.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta