Siga o Jornal de Brasília

Internacional

Ciclone provoca retirada de 450 mil da costa de Bangladesh

Publicado

em

A passagem do ciclone Mora, nesta terça-feira, por Bangladesh, com ventos de até 135 km/h, provocou danos em milhares de casas e a retirada de 450 mil pessoas das localidades costeiras do país.

A tempestade tocou a terra no sudeste do país entre as cidades de Chittagong e Cox’s Bazar às 6H00 locais (21H00 de Brasília, segunda-feira), anunciou o Departamento Meteorológico.

Até o momento não foram divulgadas informações de vítimas, apenas de danos às residências.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O governo retirou 450.000 habitantes da região depois de emitir um alerta meteorológico de nível máximo.

A princípio as autoridades imaginavam a retirada de um milhão de pessoas, mas o plano foi revisado porque o ciclone foi menos potente que o temido.

Os deslocados “foram levados para pelo menos 400 refúgios anticiclone, escolas e administrações das regiões costeiras”, afirmou Golam Mostofa, que coordena os serviços de emergência.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Uma fonte da comunidade rohingya relatou os danos registrados nos campos de refugiados de Cox’s Bazar, onde vivem 300.000 membros desta minoria perseguida na vizinha Mianmar e que fugiram para Bangladesh.

“Quase 20.000 casas nos campos de refugiados rohingyas foram afetadas pela tempestade”, declarou à AFP Abdus Salam.

Ali Zahar, um refugiado rohingya, falou sobre a violência dos ventos.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“Os tetos voaram na minha casa, na casa da minha mãe e da minha irmã”, contou. “Não sei como vou passar o Ramadã”.

Milhares de casas da região, geralmente construídas com terra e bambu, foram atingidas pelo ciclone, explicou Anwarul Naser, alto funcionário do governo local.

O Departamento Meteorológico advertiu contra uma maré provocada pela tempestade, que poderia elevar o nível do mar em até 1,7 metro em vários distritos costeiros de Bangladesh, onde vivem milhões de pessoas.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

As autoridades convocaram com antecedência o retorno dos barcos pesqueiros aos portos. Os voos também foram suspensos nos aeroportos de Chittagong e Cox’s Bazar.

Por sua localização geográfica próxima ao Golfo de Bengala, Bangladesh é frequentemente afetada, entre abril e setembro, por ciclones, em alguns casos violentos.

Em maio do ano passado, o ciclone Roanu atingiu a costa meridional de Bangladesh e provocou a morte de 20 pessoas. Quase 500.000 pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas.

Em 2007, o ciclone Sidr matou 4.000 pessoas e provocou danos de bilhões de dólares. O aumento do nível das águas e as chuvas torrenciais provocaram deslizamentos de terra fatais.

“Desta vez estamos mais bem preparados”, disse Abul Hashim, porta-voz da Autoridade de Gestão de Catástrofes.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta