Siga o Jornal de Brasília

Destaque

Barack Obama diz que nunca ordenou que cidadãos americanos fossem espionados

Brasília de Fato

Publicado

em

Obama

Porta-voz fez declaração após Trump dizer que seus telefones foram grampeados durante a campanha por ordem do antecessor.

O ex-presidente Barack Obama jamais ordenou que cidadãos americanos fossem alvo de espionagem, afirmou neste sábado (4) um porta-voz.

A declaração busca desmentir e classifica de “simplesmente falsa” a acusação feita pelo atual ocupante da Casa Branca, Donald Trump. Mais cedo, ele havia declarado que seu antecessor mandou grampear seus telefones durante a campanha eleitoral do ano passado. No entanto, não ofereceu provas.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“A regra fundamental da administração Obama era que nenhum funcionário da Casa Branca jamais interferisse em qualquer investigação independente conduzida pelo Departamento de Justiça”, afirmou o porta-voz de Obama, Kevin Lewis, em um comunicado.

“Como parte dessa prática, nem o presidente nem qualquer funcionário da Casa Branca ordenaram espionar nenhum cidadão americano. Qualquer sugestão contrária é simplesmente falsa.”

No Twitter, Trump havia escrito: “Terrível! Acabo de saber que Obama fez escutas telefônicas na Trump Tower um pouco antes da vitória. Isso é McCartismo.”

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Também afirmou: “Eu apostaria que um bom advogado poderia levar adiante um caso pelo fato de que o Presidente Obama grampeou meus telefones em outubro, antes da eleição!”

“Como o Presidente Obama caiu tão baixo a ponto de grampear meus telefones durante o sagrado processo eleiroral. Isso é Nixon/Watergate. Cara mau [ou doente]!”, continou o Trump em outro tuíte.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *