Itália assume cadeira no Conselho de Segurança da ONU

Os outros membros não permanentes da organização são: Bolívia, Cazaquistão, Egito, Etiópia, Japão, Senegal, Suécia, Ucrânia e Uruguai. Os representantes com poder de veto são: China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia.

Agência Ansa

A Itália assumiu nessa segunda-feira (2) um assento não permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU), posto que já ocupou em mais seis ocasiões, sendo a última entre 2007 e 2008. A informação é da Agência Ansa.

O país foi eleito em junho de 2016, após ter entrado em acordo com a Holanda para dividir a cadeira no biênio 2017-2018 – Amsterdã substituirá Roma no conselho no começo do ano que vem.

“A partir de hoje, a Itália está no Conselho de Segurança da ONU. Será mais forte nossa voz pelo desenvolvimento sustentável, pela paz, pelo compromisso global com os imigrantes”, escreveu no Twitter o primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni.

A península é a principal fornecedora de “capacetes azuis” (como são chamados os soldados das missões de paz da ONU) entre as nações ocidentais e a sétima maior contribuinte para o orçamento do conselho.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

vinte − 8 =

Mais lidas

Send this to a friend