EUA prometem revidar ataque a navio americano na costa do Iêmen

O governo americano não atribuiu a autoria da ofensiva a qualquer grupo, mas indicou que provém de territórios controlados pelos rebeldes huthis, apoiados pelo Irã.

Os Estados Unidos não deixarão impune o ataque com míssil a um navio de guerra americano no Mar Vermelho, na costa do Iêmen – disse o porta-voz do Pentágono, capitão Jeff Davis, nesta terça-feira (11).

O ataque aconteceu no domingo à noite.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O governo americano não atribuiu a autoria da ofensiva a qualquer grupo, mas indicou que provém de territórios controlados pelos rebeldes huthis, apoiados pelo Irã.

Os dois mísseis lançados caíram no mar antes de alcançar seu objetivo.

“Esclareceremos esse assunto” e faremos “as ações apropriadas”, afirmou Davis, acrescentando que o Pentágono estuda medidas de “resposta”.

Na guerra no Iêmen, a coalizão liderada pela Arábia Saudita – envolvida no conflito desde março de 2015 e que apoia o presidente Abd Rabbo Mansur Hadi – enfrenta rebeldes xiitas huthis, aliados ao ex-presidente do Iêmen Ali Abdallah Saleh, apoiados pelo Irã.

Os Estados Unidos apoiam a coalizão liderada pela Arábia Saudita.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend