Reino Unido diz que vai construir muro em Calais para conter imigrantes

Cidade portuária francesa tem campo com mais de 9 mil imigrantes.
Muro de 4 metros começa a ser construído neste mês, diz ministro britânico.

O Reino Unido anunciou que vai começar neste mês a construção de um muro de quatro metros de altura na cidade francesa de Calais para impedir que imigrantes se escondam em caminhões e entrem sem visto em território britânico. Segundo a agência de notícias Reuters, o ministro da Imigração do Reino Unido, Robert Goodwill, anunciou a medida a parlamentares na terça-feira (6).

“Iremos começar a construir esse grande muro novo como parte do pacote de 17 milhões [de libras esterlinas] que estamos fazendo com os franceses… fizemos a cerca e agora estamos fazendo o muro”, explicou Goodwill, de acordo com a Reuters.

Segundo ele, a segurança está sendo reforçada em Calais, lar do campo apelidado de “Selva” onde milhares de imigrantes saídos do Oriente Médio e da África e em fuga de guerras e da pobreza esperam cruzar o Canal da Mancha rumo ao Reino Unido.

O campo, e um acordo de controle de fronteira franco-britânico que, na prática, empurra a divisa britânica para dentro do continente francês, vêm rendendo debates acalorados desde que os britânicos decidiram se separar da União Europeia, em um referendo realizado em junho.

Goodwill disse que o muro é parte de um pacote de medidas de segurança de 17 milhões de libras esterlinas (22,75 milhões de dólares) acordado entre o Reino Unido e a França em março.

A vegetação já foi retirada de um lado da estrada de Rocade, mas não havia sinal de operários nem de máquinas no local nesta quarta-feira (7).

Uma autoridade local disse que o projeto será finalizado até o final do ano.

O muro deve ter quatro metros de altura e ser erguido dos dois lados de um trecho de estrada de um quilômetro de extensão.

Um documento exibido em uma reunião pública organizada pelo Porto de Calais no dia 6 de julho revelou que o muro será feito de concreto liso para torná-lo mais difícil de escalar, mas que terá plantas e vegetação do lado de dentro para minimizar o impacto visual.

A França desmantelou a metade sul da “Selva” em fevereiro e março, e na semana passada o governo afirmou que irá desmontar o resto, mas sem informar um cronograma.

Send this to a friend