Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Ibaneis cria carreira de professor da UnDF

Publicado

em

O governador Ibaneis Rocha sancionou nesta terça-feira (9) a lei que cria as carreiras de professor e de tutor da Universidade do Distrito Federal (UnDF). A medida foi publicada no Diário Oficial (DODF).

Serão 2,5 mil cargos para professor e 1 mil para tutor. Os profissionais trabalharão 40 horas semanais caso atuem em regime de tempo integral, e 20 horas semanais em caso de regime parcial.

Os profissionais serão escolhidos mediante concurso público; mais detalhes devem ser informados posteriormente pela Secretaria de Educação.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

A sanção da lei vem após a Câmara Legislativa (CLDF) aprovar o projeto de lei no dia 13 de outubro. Foram 12 votos favoráveis e um contra — o da deputada Júlia Lucy (Novo).

A UnDF

Sancionada em julho deste ano, a Universidade do Distrito Federal (UnDF) será a primeira universidade administrada pelo Governo do Distrito Federal (GDF) e a segunda de ensino superior pública da capital, juntando-se à Universidade de Brasília (UnB).

O campus principal da UnDF será no Lago Norte, em um prédio concedido pela Terracap. Ibaneis prevê que a instituição esteja em completo funcionamento dentro de cinco anos, com outros prédios em regiões do DF a serem escolhidas pela reitoria da universidade. “Espero que um na Ceilândia, pelo menos, e outro na região norte, ou em Planaltina e Sobradinho”, disse o governador à época.

A instituição deverá ter o nome oficial de Universidade do Distrito Federal Jorge Amaury, em homenagem ao professor de Direito processual na graduação, mestrado e doutorado da Faculdade de Direito da UnB. Amaury faleceu em junho deste ano, vítima da covid-19.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Continue lendo
Publicidade