Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Caminhos mais seguros e limpos para o Sudoeste

Publicado

em

Foto: Tony Oliveira/ Agência Brasília

Uma das principais vias de acesso ao Sudoeste, a 4ª Avenida recebe esta semana diversas melhorias promovidas pelo programa GDF Presente e a administração regional. Com seus três quilômetros de extensão, a via margeia o chamado ‘Sudoeste Econômico’, onde moram cerca de 3,6 mil pessoas, e se estende até o cruzamento com a Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig).

Duas reformas estão sendo feitas para trazer mais segurança e conforto aos moradores. Rampas de acessibilidade foram colocadas nas calçadas na altura da QRSW 4, local onde também será criada uma faixa de pedestres. A solicitação foi feita por moradores, atentos ao intenso movimento de veículos na pista e também para trazer segurança aos usuários da ciclovia que fica ao lado.

“Essa travessia segura e mais acessível é importante não só para os pedestres, inclusive os idosos, mas também para os ciclistas. São muitas as ciclovias em todo o bairro”, explica a técnica de segurança do trabalho Ivana Lacerda, presidente da Associação dos Moradores da QRSW. “Essa parte aqui do Sudoeste tem muito mais movimento do que nas superquadras”, emenda.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Além da reforma nas calçadas, os meios-fios de toda a 4ª Avenida foram pintados por uma equipe do Serviço de Limpeza Urbana (SLU). A próxima tarefa é do Detran, que fará a faixa de pedestres e a sinalização no local. Segundo a administradora regional Walkiria Garcia, há ainda um estudo para colocar radares de velocidade na pista.

“Nosso objetivo, com o apoio do GDF Presente, é intensificar os trabalhos em toda a região administrativa. Vamos seguir investindo em mobilidade com a criação de mais calçadas e estacionamentos”, explica a gestora.

300 metros de calçadas

Por sinal, servidores da administração e nove reeducandos da Fundação Nacional de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap) – órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania – trabalham no momento na construção de 65 metros de passeios, próximo a uma maternidade particular. O governo está fazendo parte das calçadas e a clínica está complementando com recursos próprios a criação de mais 230 metros na parte lateral. “Fica mais seguro para a gente se deslocar né, muitas vezes com bebês e crianças”, comenta a diarista Wladia da Costa, 42 anos.

“Esse trabalho de parceria é muito proveitoso. Nosso objetivo é também empoderar a administração com maquinário, mão-de-obra, articulação com a Novacap para atender às diversas demandas das regiões administrativas”, conclui o coordenador do Polo Central do programa, Luciano Almeida.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade