Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Fim dos buracos no caminho de casa de 4 mil moradores na Fercal

Publicado

em

Quanto mais se aproxima o período chuvoso, mais se intensificam os trabalhos do Governo do Distrito Federal para preparar as cidades para as chuvas. Na Fercal, as equipes do Polo Norte do GDF Presente, juntamente com a administração regional, aproveitam a estiagem e atuam no ajuste de 8 km da DF-205 Oeste, um trabalho que vai beneficiar quase 4 mil pessoas.

A rodovia, ainda não pavimentada, é usada como acesso para as comunidades do Catingueiro, Córrego do Ouro, Boa Vista e Ribeirão, que ficam longe do centro da Fercal. A estrada também é usada pelos moradores do município goiano de Padre Bernardo.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“É uma via com grande circulação de caminhões, por isso precisa de reparos constantemente. Também é um trabalho preventivo para as chuvas não piorarem a conservação da pista”, afirma o administrador da Fercal, Fernando Gustavo Lima da Silva.

Leia também:  Mais um beco da rota acessível recuperado no Cruzeiro Velho

Além do patrolamento, os caminhões do GDF Presente colocam expurgo de brita na terra para melhorar a qualidade do trabalho e facilitar o tráfego de veículos. O material foi doado pela Pedreira Contagem e, até agora, 192 toneladas de brita foram usadas.

“Tem quatro caminhões trabalhando lá. Cada um faz quatro viagens por dia para buscar o material e as carrocerias têm capacidade para carregar 12 toneladas”, explica o coordenador do Polo Norte, Ronaldo Alves.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Segundo ele, a recuperação da DF-205 Oeste começou na última quarta-feira (1) e deve ser concluída até a próxima segunda-feira (13), quando as equipes deixam a Fercal e seguem para Planaltina. O Polo Norte do GDF Presente também executa serviços em outras comunidades da Fercal.

Na comunidade do Bananal, a equipe está colocando 35 manilhas de concreto – utilizadas para formar a rede de captação de águas das chuvas. Elas possuem um metro cada uma e, quando instaladas, terão o dobro da capacidade atual.

Leia também:  Sejus promove atividades educativas com adolescentes no DF

Reparos em outras cidades

Outras cidades também recebem ações do programa. Em Taguatinga, o Polo Oeste e a administração regional recolheram pneus no Setor QNL para evitar o acúmulo de água da chuva. Em Santa Maria, também foram retiradas 86 toneladas de entulho e pneus das ruas e o caminhão-pipa molhou as estradas de terra.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Os demais equipamentos do Polo Sul II ficaram no Gama, realizando serviços de terraplanagem na área rural e auxiliando nas demandas de tapa-buracos.

Em Arniqueira, as equipes do Polo Central Adjacente II fizeram manutenção em 12 bocas de lobo, o que inclui a limpeza, a troca da tampa de concreto e a substituição dos meios-fios vazados, que servem para auxiliar que a água das chuvas escorra devidamente para os bueiros.

“Quando fazemos a limpeza, já colocamos de uma vez a tampa e substituímos os meios-fios que estavam quebrados”, diz o coordenador do Polo, Rodrigo Caverna.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  SLU abre licitação para construção de 11 novos papa-entulhos

As equipes também lavaram 15 paradas de ônibus e três pontos de encontro comunitários da região. Além disso, realizaram tapa-buracos em diferentes quadras da região administrativa.

Agência Brasília

Continue lendo
Publicidade