Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Operação mira empresas que usavam de esquema para pagar menos ICMS

Publicado

em

Polícia Civil do DF - PCDF

A Polícia Civil (PCDF), o Ministério Público (MPDFT) e a Secretaria de Economia do DF realizam nesta terça-feira (6) a operação Nota Fria. Trata-se de uma ação que mira empresas acusadas de usar de um esquema para pagar menos ICMS, causando prejuízo aos cofres públicos.

São cumpridos hoje 10 mandados de prisão temporária e 122 de busca e apreensão, todos no DF. Mais de 200 policiais participam da operação.

As investigações duraram um ano. Segundo apurações, um grupo de contadores montou um esquema fraudulento para escapar de impostos e ofereceu este serviço para empresas do DF. Os idealizadores tinham pessoas que cediam seus CPFs para criação de empresas-fantasma. Estas empresas de fachada intermediavam o contato entre fornecedor e comprador de produtos.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Ainda de acordo com a PCDF, o esquema era sofisticado e dividido entre gestores, contadores e recrutadores dos testas-de-ferro, além das empresas que aderiam ao método para pagar menos ICMS. Pelo menos 110 empresários aceitaram a proposta do grupo criminoso. Isso causou um prejuízo de R$ 60 milhões ao GDF, já que, entre outubro de 2019 e maio de 2021, foram emitidos R$ 500 milhões em notas fiscais.

Os investigados responderão pelo crime contra a ordem tributária.

Continue lendo
Publicidade