Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Traficantes que vendiam em Águas Claras e Vicente Pires são presos

A dupla morava em Águas Claras e pagava as despesas de casa com dinheiro do tráfico, segundo as investigações

Brasília de Fato

Publicado

em

A 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) prendeu, na noite de quinta-feira (1º), dois traficantes de drogas que moravam juntos em Águas Claras. A ação foi batizada de Operação Bogotá.

De acordo com as investigações, os traficantes têm 21 e 22 anos. Um era músico, e o outro, universitário. Eles vendiam maconha para usuários de Águas Claras e Vicente Pires.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

A operação ocorreu após a Polícia Civil (PCDF) receber a denúncia de que a dupla iria fazer uma venda para um homem hospedado em um hotel de Águas Claras. Os policiais ficaram cerca de quatro horas de campana e abordaram um dos traficantes no momento em que ele estacionava.

No carro, foram encontradas três porções pequenas de maconha já embaladas. O jovem decidiu colaborar e confessou que na casa dele havia mais porções. O acusado disse ainda que o comparsa também estava na residência.

Na residência, policiais encontraram mais uma porção de maconha, uma balança de precisão e um celular usado no tráfico.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

As investigações apontaram que um deles negociava a venda e o outro fazia as entregas. Com o dinheiro, eles arcavam com as despesas de casa e alimentavam o próprio vício em maconha.

A droga custava R$ 25/grama. A droga apreendida pelos policiais na operação daria R$ 975 aos traficantes.

A dupla foi presa em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas e poderão pegar até 25 anos de prisão.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *