Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Secretaria de Saúde lança campanha contra dengue, zika e chikungunya

Publicado

em

A Secretaria de Saúde lançou, na manhã desta segunda-feira (8/2), a chamada Campanha de Enfrentamento às Arboviroses. Trata-se de uma “guerra” ao Aedes aegypti, mosquito transmissor das doenças dengue, zika e chikungunya.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, exaltou e ressaltou a importância dos agentes de saúde que vão às casas para orientar sobre os cuidados a serem tomados. Osnei disse ainda que, até março, mais 1 mil profissionais devem ser contratados temporariamente.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Quanto à estratégia na campanha, Osnei falou em “inovação” e “perícia” para que haja resultados positivos, bem como ações nas instituições de ensino do DF. O secretário disse que há 170 unidades básicas de saúde (UBSs) disponíveis para atendimento da população. “Destas, 72 são do tipo 2, que vão oferecer as salas de hidratação para esses pacientes.”

Leia também:  FAP-DF abre dois novos programas de bolsas

Leia mais: Casos de dengue aumentam 22,4%

O Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros, prometeu dar prioridade ao DF na realização de projetos futuros. “Acreditamos que isso trará uma sustentabilidade muito maior no combate ao mosquito”, afirmou.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Pandemia afetou ações contra mosquito

O diretor da Vigilância Ambiental, Edgar Rodrigues, afirma que o isolamento social devido à pandemia da covid-19 ainda impede que os agentes de saúde possam entrar nas casas para fazer as inspeções de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

“No entanto, algumas ações deixaram de ser realizadas por conta das pessoas que estão em suas casas em isolamento social. As nossas ações estão no peridomicílio, que é a inspeção em volta da residência. Então os nossos agentes têm apenas inspecionado dessa forma. Desde a época do início da pandemia até o momento não estamos entrando dentro da residência. No que tange às nossas inspeções, elas foram diretamente comprometidas”, declara.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *