Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Iges-DF quita dívidas com 198 fornecedores

Avatar

Publicado

em

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) está em processo de quitação dos débitos de valores abaixo de R$ 50 mil com seus fornecedores. Os recursos são repassados pela Secretaria de Saúde (SES).

Ao todo, estão sendo pagos R$ 2,9 milhões a 198 credores que fornecem, entre outros itens, medicamentos, produtos hospitalares e material administrativo. É a primeira parte do plano de saneamento de finanças da nova gestão que o instituto lança nos próximos dias.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Para os fornecedores que têm notas reconhecidas e atestadas referentes a pagamentos superiores a R$ 50 mil, o Iges-DF está quitando 20% do montante da dívida e parcelando o restante em quatro vezes. Os 20% pagos correspondem à quantia de R$ 28,2 milhões.

“Com os repasses feitos pela Secretaria de Saúde, realizamos os pagamentos e garantimos que nossos fornecedores mantenham a normalidade do fornecimento dos insumos e dos serviços”, pontua o presidente do Iges-DF, Paulo Ricardo Silva. “Esse é nosso compromisso com a saúde do DF.”

Leia também:  Servidores do Detran são acusados de superfaturar manutenção de viaturas

Negociação de débitos

A nova gestão do Iges-DF recebeu dívidas milionárias de seus predecessores. Desde outubro, a equipe da Diretoria de Administração e Logística estuda formas de manter tudo em funcionamento e ainda conseguir pagar os fornecedores. “É como o orçamento de uma casa – tem de ser avaliado como podemos manter tudo em ordem, mesmo sabendo que os recursos são limitados”, resume o diretor Marcelo Barbosa.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

A negociação dos débitos é a primeira parte de um plano maior para equilibrar as contas do Iges-DF e continuar proporcionando o atendimento de qualidade em saúde pública à população do DF. Nos próximos dias, será lançado um plano de recuperação que, entre outras ações, prevê o enxugamento de gastos e a negociação de impostos e encargos trabalhistas e concessionários.

Agência Brasília

Leia também:  Três regiões ficarão sem energia na manhã de quarta (5)

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *